23 Março de 2017
Hoje - Possibilidade de Chuva
MIN 21º - MAX 31º
Webmail

Notícia no detalhe

Campos como pólo de discussão de Astronomia e Astronáutica

A manhã e tarde de sábado (23) ficou marcado para centenas de adultos, adolescentes e crianças que participaram em Campos da programação do 4º Encontro Internacional de Astronomia e Astronáutica, evento da Fundação Cultural Jornalista Oswaldo Lima para celebrar os 50 anos do Homem no espaço sideral. A presença de astronautas russo e norte-americano deu um brilho especial às oficinas para crianças, a  Mostra de Meteoritos e o ciclo de palestras com astrônomos, para o público, estudantes, professores e interessados pelo assunto.

As crianças curiosas em relação ao espaço tiveram oportunidade ímpar durante a manhã e aguçaram o interesse pela astronomia e astronáutica durante a participação de oficinas realizadas por equipes do Clube de Astronomia Louis Cruls, no IFF, antigo Cefet. Na concha acústica do IFF, crianças e adultos tiveram a oportunidade de simular um passeio pela lua, com uso de um corredor e capacetes especiais, com sensação de gravidade zero que faz flutuar como ocorreu com os astronautas na lua.

Fotos históricas - Crianças e adultos não perderam as oportunidades de posarem para registro fotográfico ao lado dos astronautas  Paven Vinogradov, Oleg Kotov e Charlie Duke, e ao lado das miniaturas dos famosos foguetes de lançamentos, naves espaciais e réplicas de equipamentos da Nasa, todos dispostos numa mostra realizada durante todo o dia no IFF. A simpatia do astronauta norte-americano Charlie Duke o fez o mais solicitado para as fotos em diversos momentos.
   
Todas as palestras, com ocorrência de três em horários simultâneos, foram bastante concorridas, tendo na assistência alunos e professores de diversas faixas etárias, de Campos, de cidades da região e, também, de outros estados, como São Paulo, Goiás, Espírito Santo, Minas Gerais, Rio de Janeiro, Pernambuco e Bahia.
   
Dentre as palestras que os participantes lamentaram ter pouco tempo foram destaques a do astrônomo chinês Jin Zhu, diretor do Planetário de Beijing, realizada no auditório principal do IFF. Nas salas 1, 2 e 3 foram realizadas diversas palestras com tempo de 15 minutos cada, em seqüência, com temas específicos, mas de livre escolha dos participantes, que tiveram acesso antecipado à programação.

Alunos, professores e leigos reclamaram que gostariam de voltar a obter mais informações sobre os temas abordados pelos astrônomos Marcelo de Oliveira Souza, Luiz Fernando Sodré Gomes, ambos do Clube de Astronomia Louis Cruls e Luiz Sampaio Athayde Junior da Unime/ Salvador (BA). Os dois primeiros falaram sobre “Uso do Relógio Solar na área da Educação e Saúde e “Observação das Estrelas Variáveis do Hemisfério Sul”, um trabalho feito por cientistas, mas que pode ter a participação popular para com o Projeto Southern Gems no Brasil, conforme ressaltou Luiz Fernando Sodré, que discorreu sobre a magnitude das estrelas. Eles deram dicas para se conhecer mais sobre os assunto pela Internet: (www.estrelasvariaveis.blogsport.com), (www.citizensky.org/teams/southern.gems) e (www.veraodabahia.blogspot.com). 

O professor Luiz Sampaio falou sobre a Teoria do Zênite Solar, e levantou discussão sobre a variação (antecipação ou adiantamento) das estações do ano sobre países e regiões, como ocorre no verão de Salvador, por causa do posicionamento do sol, em relação a Terra. No caso da capital da Bahia, ele mostrou que de fato, o verão na capital soteropolitana inicia em 3 de novembro, em função do analema do sol (movimento do astro sobre o planeta Terra).

- Cada região deveria reunir suas comunidades acadêmicas para estudar e definir suas posições astronômicas e defender o início, o ponto culminante e o fim de cada Estação. Como tempos poucos estudiosos, prevalece o que é convencionado na Europa para parte do mundo. É por isso que quando se determina o horário de Verão, no Piauí por exemplo, as criança vão para a escola de madrugada. Na Bahia, acabamos com horário de Verão - exemplificou o cientista Luiz Sampaio Athayde Junior.

Por: Jualmir Delfino - 25/04/2011 12:37:00