21 Outubro de 2014
Hoje - Chuva
MIN 20º - MAX 23º
Facebook

Notícia no detalhe

Vila Olímpica do Parque Guarus: espaço de esporte e lazer

A Vila Olímpica Waldir Pereira, no Parque Guarus, a primeira de Campos, inaugurada no dia 1º de maio de 2013, é um espaço para a prática de esporte e lazer. No local, são oferecidas aulas gratuitas de natação, hidroginástica, dança, balé, handebol, futsal, basquete, vôlei, ginástica para idosos, alongamento e taekwondo.

Para frequentar as aulas, os interessados devem se dirigir ao local para efetuar o cadastro. Os documentos necessários para fazer o cadastramento são cópia da carteira de identidade, comprovante de residência e duas fotos 3 x 4, além do atestado médico comprovando resistência física. O atendimento é das 8 às 12 horas e das 14 às 18h. Para as crianças, é exigida a declaração escolar.

— O atestado físico é necessário para todas as modalidades . Para a piscina, é necessário o exame de pele, que está sendo feito na própria Vila Olímpica, informou o administrador da Vila Olímpica, Leandro Rocha.

O funcionamento da Vila Olímpica é das 6 às 8 horas da manhã para caminhada. Das 8 às 18 horas, são desenvolvidas atividades dirigidas com professores. Das 18 às 22h, de segunda a sexta, o ginásio está livre à população com agendamento. No final de semana, a comunidade tem acesso ao espaço das 8h às 22h.

Toda a utilização da Vila Olímpica é gratuita. Não pode ser consumida bebida alcoólica dentro do espaço.  No local também poder ser feito agendamento para o salão de festas.

A auxiliar de secretaria aposentada, Maria das Graças Peixoto, de 60 anos, moradora do Parque Guarus, onde fica localizada a Vila Olímpica, considerou a estrutura da Vila Olímpica muito bem planejada.

— Foi uma melhoria para o pessoal de Guarus. Facilitou prá gente. Aqui é perto, disse ela que tem hipertensão e diabetes. “Eu tinha muita dor na coluna. Depois que comecei a fazer hidroginástica aqui na Vila Olímpica, as dores melhoraram”, afirmou Maria das Graças.

— A Vila Olímpica foi a melhor coisa que aconteceu para Guarus. Nós precisávamos disto aqui. Meu filho tem problema de saúde desde um aninho. E a fisioterapeuta recomendou a natação para ele. Antes eu pagava para ele fazer natação. Agora ele tem oportunidade de fazer natação de graça e perto de casa. Tenho certeza que agora com a natação, ele que não tem quase musculatura, vai melhorar, revelou a vendedora Cláudia Leandro Carvalho, 37, se referindo ao filho Lucas, de 15 anos, que tem osteogénese imperfeita (ossos de vidro).

Por: Wesley Machado - Foto: Secom - 20/06/2013 12:20:00